Notice
  • There was a problem rendering your image gallery. Please make sure that the folder you are using in the Simple Image Gallery Pro plugin tags exists and contains valid image files. The plugin could not locate the folder: media/k2/galleries/3243
  • There was a problem rendering your image gallery. Please make sure that the folder you are using in the Simple Image Gallery Pro plugin tags exists and contains valid image files. The plugin could not locate the folder: media/k2/galleries/4017

Brazilian Nationals - Final

Friday, 27 January 2017 20:39
Rate this item
(1 Vote)

Ilhabela, January 27, 2017. Final results after 9 races (2 discards)

(Photo courtesy of Mariana Peccicacco)

1. Alexandre Paradeda & Lucas Mazin, 31

2. Bruno Bethlem & Dante Bianchi, 32

3. Mateus Tavares & Gustavo Carvalho, 44

4. Gabriel Kieling & Atila P. De Lima, 48

5. Felipe Rondina & Joao P. Peiter, 54

... full results ...

  • Other language:

    Depois de cinco dias e nove regatas chegou ao fim em Ilhabela o Campeonato Brasileiro da classe Snipe 2017. Com o nível mais alto dos últimos tempos, era previsível que a disputa seria acirradíssima. O vencedor só foi conhecido na linha de chegada e o gaúcho Alexandre Paradeda, que velejou ao lado de Lucas Mazim, levou mais uma medalha de ouro para casa, a 11ª, com apenas um ponto de vantagem sobre Bruno Bethlem e Dante Bianchi, segundos maiores campeões brasileiros da história da classe com nove títulos.

    "Cada campeonato tem sua dificuldade. Começamos muito mal, em 10º, e quando tudo parecia que ia se ajeitar, com um dia quase perfeito com dois segundos e um primeiro lugares, fomos penalizados e um dos segundos acabou virando um 30º. Foram muitas dificuldades que tivemos que superar durante a semana, que deram um gostinho especial a este título", disse Xandi.

    "É muito bom velejar com o Xandi, aprendi muito e a ideia é continuar velejando junto o máximo possível para continuar aprendendo cada vez mais", disse Lucas, que tem no currículo o título brasileiro jr de Snipe e o brasileiro de Laser 4.7.

    O dia na Capital da Vela começou pontualmente às 12h com a largada da primeira das três regatas previstas. As duplas Bruno Bethelm/Dante Bianchi, Felipe Rondina/João Peiter, Alexandre Paradeda/Lucas Mazim e Mateus Tavares/Gustavo Carvalho chegaram na raia com chances de serem campeãs. O vento forte de quadrante sul que soprou no canal de São Sebastião com até 20 nós (36 km/h) causou quebras e desistências e separou os velejadores mais experientes dos menos experientes.

    Na primeira regata o velejador de Ilhabela Juninho de Jesus conseguiu desbancar os favoritos e cruzar a linha na primeira colocação. Já na segunda, a briga ficou entre Xandi e Bruno na primeira perna, porém Xandi conseguiu passar Bruno na segunda e só precisou administrar a vantagem para garantir o primeiro lugar. Com a realização desta, que foi a oitava regata da série, entrou descarte do segundo pior resultado e a decisão foi levada para a última regata.

    Já na largada Xandi conseguiu atrapalhar Bruno e disparou entre três primeiros. Bruno montou a primeira boia na décima colocação e foi se recuperando a cada perna, chegando na penúltima marca na quarta colocação, bem próximo de Xandi. Um erro, no entanto, obrigou Bruno a pagar uma penalidade e Xandi acabou cruzando a linha na frente, na quarta colocação, com Bruno em quinto.

    "Nós velejamos apenas um dia antes de vir para Ilhabela e fomos para a água hoje para ter um dia divertido. Terminar em segundo em um campeonato deste nível é um ótimo resultado. Fomos para a última regata empatados com o Xandi, mas uma largada ruim acabou nos prejudicando. Conseguimos nos recuperar bem, chegando ao quarto lugar, mas ficamos brigando com o Xandi e acabamos perdendo um pouco. Agora vou dar uma descansada da classe. Já corri 17 campeonatos brasileiros e tenho dois filhos pequenos para cuidar... vamos ver como vai ser", disse Dante que veleja há quase 20 anos com Bruno. Os dois, que são bicampeões mundiais, se afastaram um pouco da classe nos últimos quatro anos, pois estavam fazendo campanha olímpica para a Rio 2016. Bruno foi o representante brasileiro na classe 470. Dante não se classificou.

    A competição em Ilhabela contou com 67 duplas de oito estados e dois países (Argentina e Espanha). Em 2018 o campeonato vai ter como sede o Clube dos Jangadeiros, em Porto Alegre.

Image Gallery

{gallery}3243{/gallery}
Download attachments:
Read 2115 times
SnipeToday

Email: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

1 comment

  • Henrique van Deursen Saturday, 28 January 2017 00:12 posted by Henrique van Deursen

    Great class, great moments at a very worse moment on our economy.
    That's show us the strength and how these class is trainning one. Otherwise how many world titles we have on it ? That's shows all. Cheers.

Leave a comment

Comments will be published on the site, only after approval by the moderator.